O Potencial Inexplorado

O potencial que existe entre nós e os famigerados jovens que têm à audácia de querer uma vida longe da libertinagem é imensa pra ser gasta atrás de um keyboard, ou qualquer peça do sistema. Eu entendo que muitos já têm seus princípios e se intitutaliam entre diversas bandeiras. Mas eu garanto que se nossos laços são questionáveis em adesão coletiva , eles são de aço em relação ao que nos traz desdém, iniciando até mesmo pelo mundo pós moderno que é consenso e quem têm um pingo de acomodação com o que esse período trouxe de mazelas espirituais e nilistas em troca de uma cueca com o nom bordado nela realmente você está mais perdido que eu.

Não vai demorar pros guardiões do Castelo à fecharem nossa empreitada, portanto continuo com vigor à pelo menos estabelecer um espaço efêmero mas que pode tirar o guerreiro de teclado de uns através do coletivismo ,troca de conhecimento e networking um dia os mais esforçados que não entram em nada pra perder irão sentir o gosto da Vitória que é tão escassa pra toda uma geração que ninguém lhe escuta, só espera sua vez de falar.

Se você se surpreender no dia Corda, não preocupe vai ser somente o primeiro dia que você teve meta, treinamento argumentativo, social e algo maior que todos à atingir. Vocês que são à ameaça numa sociedade alienada e preguiçosa que deixou essa situação calamitosa ocorrer em primeiro lugar. E a arrogância e condescendência na qual à juventude, outrora o futuro da nação, não os babacas que vão ficar com a conta, é à festa que permitiu que ninguém aqui caísse na engenharia social. E ela depende da nossa natureza benigna , que os deixa confortáveis em subjugar uma casta da comunidade sem questionamento, expressão eloquente e bem estruturada, conhecimento dos motivos que nos levou aqui e ódio de quem quer perpetuar isso pra toda sua linhagem em troca de mediocridade e falta de empatia desastrosa.

Se a intolerância e apatia não lhe traz uma fúria sádica, vindo de quem tira sua honra e lhe culpa pelo presente, desista pois é melhor fracassar do que estar ser um traidor, pois no momento que finalmente nos empurrarem pro ostracismo e à violência bater em sua porta não será os pretos nem marxistas, pois traidor recebe a bala primeiro, se por algum milagre os dissidentes conseguirem criar uma fraternidade e senso de empatia com seus irmãos de raça novamente, recuperar o vestígio de identidade que nos roubaram será somente através de uma morte do Ego que traga o absurdismo e o ódio de jovens com consciência coletiva e racial, as elites irão tremer. À pergunta nem é mais quão bem vamos viver .mas se nossa linhagem vai sobreviver mais que uma geração. Coube à nós à luta e o cansaço